IMIGRANTES NO BRASIL

imigracao_nacionalidade01

O Brasil tem atraído muitos imigrantes ao longo de sua história. Entre os fatores que mais atraem os imigrantes para o Brasil, estão a ótima receptividade à estrangeiros, a natureza pacífica do país, condições para trabalho, beleza do país,  condições climáticas, etc.  Muitas são as histórias de imigrantes que ajudaram o Brasil com sua mão de obra, sua cultura, bem como na miscigenação do povo brasileiro.  

HISTÓRIAS DE VIDA

O Jornal dos Imigrantes procura destacar as inúmeras  histórias destes imigrantes que vieram de longe, vencendo os mais diversos desafios de adaptação à uma nova cultura, língua, leis, costumes e tradições.   O processo imigratório foi de extrema importância para a formação da cultura brasileira, que foi incorporando pouco a pouco as influências e características do mundo inteiro. Exemplos destas influências  são o idioma português, a culinária italiana, as técnicas agrícolas alemãs, as batidas musicais africanas e além de muitas outras. Assim se o Brasil hoje tem cultura diversificada deve em grande parte aos imigrantes.

EDUCAÇÃO E ADAPTAÇÃO

Imigrar em última análise, significa “entrar em um país que não é o seu próprio país de origem para ali viver ou passar um período de sua vida”. Esta mudança, exige uma adaptação. E a primeira das barreiras é a língua.

O ideal é que o imigrante procure o aprendizado da língua, de forma antecipada (antes de sair de seu país de origem), minimizando as dificuldades. Porém nem sempre isto ocorre.  Por esta razão, o Jornal dos Imigrantes dá especial destaque às dicas de aprendizado do Portugûes, pois é o primeiro passo para uma boa adaptação. Mas somente dicas não bastam, a participação em cursos de línguas é altamente  recomendada, ajudando tanto no aprendizado quanto na sociabilização do indivíduo.  

OS IMIGRANTES NA REDE PÚBLICA DE ENSINO

 As redes de ensino público tem recebido cada vez mais imigrantes, e tem sido observada a necessidade de uma atenção especial ao imigrante recém chegado. 

Para o imigrante mais jovem o aprendizado do Portugûes é mais fácil. 

Segundo o Censo Escolar, 10 mil alunos estrangeiros ingressaram na rede pública de ensino,  no perído de 2007 e 2009,  e com isto foi atingido um total de 38 mil estudantes na Educação Básica da rede pública. Sendo este uma das grandes questões a serem discutidas. O que fazer para ajudar o imigrante nesta difícil adaptação ?

Como um primeiro esforço, em vários países, bem como no Brasil,  as escolas incentivam os alunos estrangeiros a falarem sobre seus países de origem, enriquecendo a experiência dos demais alunos, bem como, estimulando o imigrante ao diálogo e demonstrando o interesse dos demais em sua história, o que ajuda na adaptação e demonstra uma excelente receptividade.   A valorização à diversidade deve ser portanto o indicativo de uma escola que deseja integrar este aluno imigrante e que realmente se preocupa em relacionar o imigrante ao seu conteúdo curricular e em flexibilizar as diferentes formas de avaliação.

QUAIS SÃO OS IMIGRANTES?

Hoje o Brasil pode dizer que já recebeu imigrantes do mundo todo. Porém como foi que tudo começou?

Muitos consideram o início da imigração no Brasil, no ano de 1530, com a vinda dos portugueses para dar início ao plantio de cana-de-açúcar e foi intensificada  a partir de 1818, com a chegada dos primeiros imigrantes não-portugueses, durante a regência (D. João VI). 

Em seguida vieram os suíços, em 1819 ( no Rio de Janeiro, Nova Friburgo); os alemães,  em 1824 (Rio Grande do Sul – Novo Hamburgo, São Leopoldo, Santa Catarina, Blumenau, Joinville e Brusque); os eslavos, originários da Ucrânia e Polônia (Paraná);  turcos e os árabes (na Amazônia); italianos de Veneza, Gênova, Calábria, e Lombardia (maior parte para São Paulo) e os japoneses, entre outros. 

Muitos povos procuraram o território brasileiro diante de várias e ciclos econômicos e oportunidades de negócios e trabalho,  entre eles, o ramo cafeeiro, as atividades artesanais, a policultura, a atividade madeireira, a produção de borracha, a vinicultura, etc.  Estima-se no entanto que o maior número de imigrantes no Brasil ainda são os portugueses, que aumentou muito a partir da  Independência do Brasil. Tendo em vista a  abolição da escravatura (1888), houve o incentivo à imigração de mão-de-obra qualificada, da europa, com o intuito de substituir os escravos. Nesta ocasião milhares de italianos e alemães chegaram para trabalhar nas fazendas de café do interior de São Paulo, nas indústrias e na zona rural do sul do país. 

Atualmente muito se fala de um novo grupo de imigrantes: os coreanos, que em geral buscam o destaque no comércio (alimentos, calçados, vestuário, acessórios até artigos eletrônicos).

Imigração no Brasil, por nacionalidade – quinqüênios 1945-1949 a 1955-1959

 
Períodos Alemães Espanhóis Italianos Portugueses Japoneses Outros
1945-1949 5188 4092 15312 26268 12 29552
1950-1954 12204 53357 59785 123082 5447 84851
1955-1959 4633 38819 31263 96811 28819 47599
Fonte: Brasil: 500 anos de povoamento. Rio de janeiro : IBGE, 2000. Apêndice: Estatísticas de
500 anos de povoamento. p. 226
Fonte: Brasil: 500 anos de povoamento. Rio de janeiro : IBGE, 2000. Apêndice: Estatísticas de
500 anos de povoamento. p. 226

25 de junho é o Dia do Imigrante